O dia de todos nós

Mafra está a celebrar o Dia do Município com um diversificado programa de comemorações, onde assumem relevância as áreas da saúde, da cultura e do turismo. Destaque para o anúncio dos vencedores do Prémio Internacional de Composição – Órgãos do Palácio Nacional de Mafra e para a celebração de um memorando de entendimento para implementação, em Mafra, de um projeto equestre de âmbito nacional e internacional.

Depois do hastear das bandeiras e da missa realizada na Basílica do Palácio Nacional de Mafra, presidida pelo Bispo D. Daniel Batalha Henriques, também ele natural do Concelho, realizou-se a sessão solene, no Largo Coronel Brito Gorjão, em Mafra.

Esta sessão foi iniciada pelo Presidente da Assembleia Municipal de Mafra, José Bizarro, que identificou, para reflexão, questões locais mais relevantes, em particular a mobilização dos jovens, “garantindo não só a sua formação, qualificação e integração no mercado de trabalho, mas também a valorização da sua participação como ativo determinante no desenvolvimento sustentado do Concelho”.

O Presidente da Câmara Municipal, Hélder Sousa Silva, explicou o novo paradigma de governação municipal: por um lado, o investimento na infraestruturação, seja em áreas da competência municipal, evidenciando o ambiente e da mobilidade, seja na cooperação em projetos da responsabilidade da administração central, a exemplo da saúde, da educação e da segurança; por outro, a valorização do território, dando como exemplos a estratégia “Mafra é Música” e, agora também, a aposta no turismo equestre.

Nesta sessão solene foram distinguidas pessoas singulares e coletivas que prestaram serviços meritórios ao Concelho. A Medalha de Mérito Municipal, Grau Ouro, foi atribuída à LASO Transportes, S.A., à docente Eugénia Pestana, ao professor e administrador escolar José Rosa, assim como a Casimira Henriques pelo seu trabalho na área social.

A cerimónia prosseguiu com o anúncio dos vencedores da 3.ª edição do Prémio Internacional de Composição – Órgãos do Palácio Nacional de Mafra, organizado pelo Ministério da Cultura e pelo Município de Mafra, com o objetivo de criar novo repertório para o magnífico conjunto dos seis órgãos históricos da Basílica. O júri, constituído por quatro personalidades de reconhecido mérito internacional, apreciou as 13 candidaturas a concurso, tendo deliberado atribuir o 1.º prémio na categoria A a João Henrique Sousa Santos (Portugal) e duas menções honrosas, também na categoria A, a Michele Del Prete (Itália) e Jacob Adler (Estados Unidos da América).

Presente nesta sessão, a Secretária de Estado da Cultura, Ângela Ferreira, salientou a importância deste prémio para promover a proximidade dos músicos e do público a estes instrumentos históricos. Afirmando que “a música é uma marca indissociável de Mafra”, fez menção à colaboração estabelecida entre o Ministério da Cultura e o Município, com vista à instalação em Mafra do Museu Nacional da Música e do Polo de Investigação em Ciências Musicais da Universidade Nova de Lisboa.

A par desta vertente de valorização da cultura musical, nesta sessão foi materializada uma nova ambição: desenvolver, em Mafra, um projeto equestre de competências únicas e no caminho da excelência, com especial foco na formação, turismo e desporto, fundado na identidade cultural local, face à longa tradição no âmbito da equitação militar, em especial associada à formação de quadros e à prestigiada Reprise da Escola de Mafra. Para o efeito, foi celebrado um Memorando de Entendimento entre o Exército Português, o Município de Mafra e a Federação Equestre Portuguesa, com vista à constituição de um Grupo de Trabalho para desenvolvimento do projeto equestre, sediado na Escola das Armas.

Finalizada a sessão solene, as comemorações do Dia do Município continuaram com a inauguração da estátua do Papa João XXI. Depois da bênção pelo Bispo D. Daniel Batalha Henriques, interveio António Martins Batista para fazer uma retrospetiva da vida e obra de Pedro Julião, também conhecido como Pedro Hispano, médico, professor e filósofo, que foi coroado Papa, tomando o nome João XXI.

O programa comemorativo continuou com a inauguração da Unidade de Saúde Mafra Norte. Durante a tarde, a partir das 16 horas, no Auditório Municipal Beatriz Costa, está a decorrer a conferência e exibição do filme “O Labirinto da Saudade”, adaptação cinematográfica da obra homónima publicada pelo filósofo e ensaísta Eduardo Lourenço. À noite, a partir das 21h30, novamente no Largo Coronel Brito Gorjão, realiza-se o concerto inaugural do IV Festival de Música de Mafra “Filipe de Sousa”, com a estreia de uma nova orquestra e de uma nova composição. Este festival é promovido pelo Município de Mafra e pela Fundação Jorge Álvares.

Dia do Município 2019